Fies 2017 Inscrições terão início em Janeiro

Atualizado em: novembro 29, 2016

by Fies 2017 on 29/11/2016

Inscrições Fies 2017: Estamos cada vez mais próximos da abertura do esperado período de inscrição do Fies 2017 – Fundo de Financiamento Estudantil. Os estudantes interessados em financiar seus cursos superiores terão a chance de se inscrever, exclusivamente via internet, para o processo seletivo do primeiro semestre do ano, que será aberto no fim do mês de janeiro. Novas oportunidades serão oferecidas na segunda metade do ano.

Gerenciado pelo Ministério da Educação (MEC), o Fies 2017 é um programa do Governo Federal que financia cursos superiores a estudantes devidamente matriculados em cursos de instituições não gratuitas avaliadas positivamente no Sinaes, o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior.

Como se inscrever no Fies 2017 primeiro semestre?

As inscrições do Fies 2017 primeiro semestre serão realizadas em etapa única, exclusivamente via internet, através da página do Sistema de Seleção, disponível no endereço http://fiesselecao.mec.gov.br/. Para solicitar o financiamento, o estudante precisa ter participado de alguma edição do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) a partir de 2010, alcançando nota média igual ou maior do que 450 pontos nas provas e superior a zero na redação. Além disso, deve comprovar renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos.

Ao se inscrever no Fies 2017, o candidato precisa informar o número do CPF (Cadastro de Pessoa Física), data de nascimento, endereço de e-mail e opção de vaga na instituição de ensino participante. Além disso, é necessário descrever os nomes de todos os membros da família, com as datas de nascimento, CPF daqueles com idade igual ou superior a 14 anos e renda bruta mensal daqueles que possuírem.

Os candidatos serão pré-selecionados em chamada regular única, divulgada na página do Sistema de Seleção. Todos os aprovados na primeira etapa ainda deverão concluir o processo de inscrição em data posterior, que será confirmada no edital do Fies 2017. Feito isso, todas as informações prestadas durante as etapas de inscrições deverão ser validadas junto à instituição de ensino que oferta o curso, na CPSA – Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento do Fies.

Aqueles que não forem pré-selecionados na chamada regular terão seus nomes separados na lista de espera do Fies 2017. Tais nomes serão utilizados para o preenchimento das vagas que eventualmente não forem preenchidas, seja por desistência do candidato ou por quaisquer outros fatores não aceitos em edital como, por exemplo, a falta de documentação oficial durante a comprovação das informações.

Enfim, com todas as informações validadas após a aprovação nas inscrições, os estudantes deverão se dirigir ao agente financeiro com a finalidade de formalizar o contrato de financiamento. Os agentes financeiros do programa são a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil.

Qual a taxa de juros do Fies 2017?

Fies 2017 – Inscrições, Seleção e Resultado

Fies 2017 – Inscrições, Seleção e Resultado

Antes de mais nada, é importante saber que o Fundo de Financiamento Estudantil foi criado no ano de 1998. No entanto, a partir de 2010, o programa passou por importantes reformulações, utilizando o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) como seu Agente Operador. A partir de então, a taxa de juros do financiamento foi fixada em 3,4% ao ano, com um período de carência de 18 meses e um período de amortização três vezes maior do que a duração do curso. Em 2015, entretanto, a taxa de juros foi reajustada e passou a operar em 6,5% ao ano.

Agora, portanto, todo estudante que consegue o financiamento de seu curso superior conta com a nova taxa de juros do Fies 2017. Mesmo assim, o programa ainda é muito valioso para quem não tem condições de arcar com todos os gastos de um curso superior, visto que as despesas na fase de estudo são bem pequenas. Além disso, quando o estudante se torna um profissional na área, ainda recebe uma carência de um ano e meio para começar a pagar o financiamento durante longo período, com parcelas suaves.

Quem faz um curso de 5 anos, por exemplo, paga uma quantia trimestral de no máximo R$ 150,00, referente aos juros, durante os anos de duração do curso até 18 meses após a formatura. Depois disso, o pagamento será efetuado mensalmente ao longo de 15 anos, referentes a três vezes o período de duração do respectivo curso.

Em nosso site você encontra muitas outras informações sobre o Fundo de Financiamento Estudantil. Caso estiver com dúvidas sobre qualquer assunto relacionado ao programa, deixe sua pergunta nos comentários que faremos o possível para continuar lhe ajudando. Conte com nosso total apoio e não desista de seus sonhos!

Curta a página do Fies 2017 no facebook e fique por dentro de todas as nossas atualizações.

Fies 2017 Inscrições terão início em Janeiro
2.91 (58.18%) 11 votos

jacione sales janeiro 19, 2017 às 18:07

eu tenho meu nome com pendencia no banco do brasil como posso fazer pra mim conseguir o fies?

Responder

jacione sales janeiro 19, 2017 às 18:04

gostaria de saber se a pessoa com restriçao no cpf
? pode conseguir o fies

Responder

Edmilson dezembro 19, 2016 às 22:36

Gostaria de saber pois fez o pedido para cancelar o curso superior que estava fazendo por problemas de saudê. Logo no primeiro semestre mais parece que não fui atendido. Tenho que pagar pelo curso todo mesmo cursando metade do primeiro semestre?
Isso pode?

Responder

LUIS FELIPE dezembro 13, 2016 às 14:27

BOA TARDE!!

Quando começa as inscricões do fies 2017 ja tem uma data certa

Responder

Ícaro Milanez novembro 29, 2016 às 18:35

Boa noite!

Gostaria de saber como é calculado a renda familiar mensal bruta ?
Devo somar o salário de todos que moram comigo e dividir pelo número de pessoas ? Se esse cálculo der menos que 3 salários mínimos estou dentro dos requisitos ?

Por favor, me esclareçam essa dúvida.

Muito obrigado!
Ícaro Milanez

Responder

Aline Castro novembro 29, 2016 às 13:07

Estou desempregada e meu esposo está recebendo seguro de desemprego, gostaria de saber serve como comprovante de renda para o fies o seguro de desemprego.

Responder

Leave a Comment

Notícia anterior:

Próxima notícia: